Gerador de nome de aeroportos

Gerador de Nomes de Aeroportos: Como criar o Nome Perfeito para seu Negócio?

O setor de aviação não é um dos maiores no Brasil. Contudo, sua participação na economia é extremamente relevante. Para se ter uma ideia, 3,1% da produção econômica do país está atrelada a este segmento — o que corresponde a algumas dezenas de bilhões de reais por ano.

De acordo com a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), o Brasil tem 2.463 aeroportos e aeródromos, sendo 1.806 privados e 657 públicos. Contudo, quase 100% dos voos registrados no país se concentram, basicamente, em torno de 65 aeroportos.

Mediante a esses números, ingressar no ramo de aeroportos é uma escolha que exige um excelente planejamento, já que a  concorrência no setor é bastante ampla. Dentre outros aspectos, escolher o nome de um aeroporto pode exigir um cuidado especial.

Pensando nisso, criamos um guia completo com a  finalidade de ajudá-lo a escolher o nome ideal para sua marca. Aqui você vai descobrir como o gerador de nomes de aeroportos pode ser útil para sua estratégia de gestão de marca. Siga conosco até o fim!

Como Usar o Gerador de Nomes de Aeroportos?

O gerador de nomes é uma ferramenta que pode auxiliar diferentes empresas na hora de estabelecer um nome próprio, segundo características que são essenciais ao processo de naming. O gerador de nomes de aeroportos apresenta um funcionamento muito simples, conforme destacamos abaixo:

Defina seu público-alvo

Antes de decidir pelo melhor nome para um negócio no ramo aeroportuário, pode ser interessante buscar identificar as principais características dos consumidores em potencial. Nesse contexto, o primeiro passo é estabelecer qual a persona do negócio.

Em outras palavras, deve-se, primeiramente, pensar em uma representação fictícia do cliente ideal, tendo como base características demográficas, dados comportamentais, entre outras informações dos próprios clientes.

Assim, ao conhecer melhor os seus desejos, pode tornar mais simples o processo de tomada de decisões estratégicas, inclusive a nomeação do seu negócio — sendo o gerador de nomes de aeroportos um poderoso aliado.

Escolha palavras-chave do segmento

A ferramenta apresenta ideias que podem ser classificadas tanto em termos comuns ao setor, quanto em termos do próprio segmento de cada empreendedor.

Dessa forma, o gerador de nomes de aeroportos acaba oferecendo uma solução mais assertiva, uma vez que direciona a inteligência artificial para características específicas da empresa.

Dentre as opções que são comumente utilizadas em nomes de empresas aeroportuárias, destacam-se, por exemplo, termos como aeroporto, voo, viagem, ar, piloto, etc. Portanto, prefira usar um termo que faça parte desse universo.

Opte por nomes curtos e simples

Após conhecer mais profundamente as características do consumidor e definir palavras ligadas ao setor de aviação comercial, o próximo passo é fazer uma escolha coerente, dentro dos nomes sugeridos pela plataforma.

A dica é optar por nomes que sejam marcantes e, ao mesmo tempo, curtos e objetivos. Dessa forma, os clientes terão maior facilidade na hora de se lembrar da empresa, bem como haverá uma familiaridade maior entre o público e a marca.

20 Ideias de Nomes para Aeroportos

Ainda está em dúvidas sobre que tipo de nome pode lhe ser útil na construção de uma marca sólida no mercado de aeroportos? Não se preocupe. Abaixo, listamos algumas opções sugeridas pelo gerador de nomes de aeroportos que poderão ser utilizados como fontes de inspiração. Confira:

  • Voos Shift;
  • Aeroporto Hybrid;
  • Aeroporto Rider;
  • AirCare;
  • Heliporto Municipal;
  • Fusion Espaço Aéreo;
  • Parque dos Pilotos;
  • Pista Moove;
  • Pouso Beyond;
  • Slingshot;
  • Circuit Airport;
  • Flightee;
  • Aeroporto Municipal;
  • AirHouse;
  • Prix Aeródromos;
  • Aircraft;
  • Heliponto da Cidade;
  • Timeslip Desembarques;
  • International Transfer Co.
  • A1 Airports.

5 Maiores Aeroportos do Brasil para Inspirar seu Negócio

Dentre os maiores aeroportos brasileiros, em números de viagens, destacam-se os seguintes:

Guarulhos/Cumbica (GRU)

Situado em Guarulhos, cidade da Grande São Paulo, o Aeroporto de Guarulhos/Cumbica é o maior do país na atualidade, tendo transportado mais de 23 milhões de passageiros em 2021;

Brasilia (BSB)

De acordo com a ANAC, o aeroporto da capital federal, inaugurado no final da década de 50 registrou, apenas em 2021, mais de 10 milhões de passageiros transportados, sendo 90 mil embarques realizados em viagens internacionais;

Campinas-Viracopos (VCP)

Terceiro no ranking de aeroportos brasileiros, o Aeroporto de Campinas-Viracopos movimentou quase 10 milhões de pessoas durante o último ano;

Congonhas (CGH)

Construído bem no coração da capital paulista, o Aeroporto de Congonhas é o mais antigo da cidade. A pandemia do novo coronavírus provocou um impacto negativo sobre o número de passageiros. Ainda assim, passaram pelo CGH mais de 9 milhões de pessoas em 2021 em meio a 75 mil pousos e decolagens;

Recife (REC)

Quinto colocado no ranking de maiores aeroportos brasileiros de 2021, o Aeroporto do Recife é o maior da região nordeste. No período, foram registrados mais de 7 milhões de passageiros, sendo que aproximadamente 56 mil viagens ocorreram para fora do país.

4 Dicas para Criar Nomes Exclusivos para Aeroportos

Criar um nome marcante em um negócio tão competitivo não é uma tarefa fácil. Porém, ao utilizar algumas estratégias, pode-se minimizar o trabalho de nomear aeroportos. Abaixo, separamos algumas etapas que poderão auxiliá-lo — além, é claro, de utilizar o gerador de nomes de aeroportos. Confira:

1. Faça um brainstorm

O termo “brainstorm” é uma expressão comumente utilizada para designar o processo de geração de ideias. Traduzido para o português, a expressão inglesa significa “tempestade de ideias” e retrata uma técnica comum dentro do universo corporativo, especialmente no que diz respeito ao desenvolvimento de ideias para novos projetos.

Por meio do “brainstorm”, é possível estimular a criatividade da equipe envolvida e facilitar a criação de palavras-chave que poderão ser utilizadas na representação do seu negócio, bem como na facilitação da escolha de um nome para a sua marca.

Importante: como o objetivo aqui é criar uma lista de palavras ou nomes que vêm à mente quando se pensa no seu negócio, é importante não classificar as ideias em boas e ruins, afinal, todas elas valem ser registradas e posteriormente analisadas.

2. Selecione as melhores ideias

Após criar uma lista com possíveis nomes, o próximo passo é fazer uma análise das sugestões. Valide uma a uma e aquelas que julgar pouco interessantes, procure descartá-las imediatamente, sobretudo quando referem-se a nomes difíceis de serem pronunciados ou memorizados

Ainda, para tornar a seleção mais justa e padronizada, uma boa alternativa é estabelecer critérios para essa avaliação, tais como:

  1. Quão fácil é o nome ser memorizado?
  2. Quão difícil pode ser a sua pronúncia?
  3. Há diferenças para os principais concorrentes?
  4. Qual o significado e que impacto ele tem sobre a marca?

Após isso, será possível chegar a um menor número de sugestões, facilitando assim o processo de aprofundamento em cada ideia selecionada, a fim de eleger aquela que mais faz sentido para a realidade do seu negócio.

3. Peça feedback

Finalizado o “brainstorming”, isto é, sugeridas as ideias de nomes e eliminados àqueles que não combinam com a cara da sua empresa, o próximo passo é investigar, cautelosamente, as sugestões que lhes restaram.

Nesse contexto, peça  a outras pessoas um feedback sobre a escolha do nome, sejam elas colaboradores que participaram ou não do “brainstorm” ou de clientes da marca.

4. Verifique a disponibilidade do nome escolhido

Com o gerador de nomes de aeroportos, eventualmente a escolha de um nome — ou a sugestão de vários nomes —, durante o “brainstorm” tornou-se uma tarefa muito mais fácil. Porém, o trabalho não termina por aí. É necessário saber se o nome escolhido está disponível para ser usado.

Sendo assim, deve-se tomar alguns cuidados para minimizar problemas com o registro de um nome que já pertence a outra marca. Verifique  se há um registro válido no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), já que este é o órgão responsável por regular os registros de marcas no país.

Caso tenha um retorno positivo, basta prosseguir com a regularização do nome, a fim de evitar que a sua marca seja indevidamente utilizada ou copiada. Também é importante verificar se o nome escolhido possui um domínio de internet válido, já  que hoje em dia estar presente no ambiente virtual é indispensável para qualquer negócio.

Quais Erros evitar ao Nomear um Aeroporto?

Como vimos até aqui, estabelecer o nome de uma empresa é uma tarefa que exige muitas habilidades, além de criatividade e originalidade. Isso reforça ainda mais a importância do nome, afinal, uma marca sólida pode se autopromover com menos esforços em publicidade, dispensando aportes consideráveis em marketing para se tornar conhecida no mercado.

Além dos cuidados necessários para traçar uma metodologia eficiente para nomear o seu negócio de aeroportos, há também aspectos que devem ser evitados. Abaixo, separamos alguns erros comuns durante a escolha do nome de uma empresa. Descubra o que não fazer para colocar todo o seu esforço e trabalho por água abaixo:

Copiar a concorrência

Em um mercado cada vez mais competitivo, a criatividade é essencial para se destacar da concorrência. Outra característica imprescindível para o sucesso é a autenticidade, afinal, não basta apenas ser mais um no mercado.

Dessa forma, mesmo que analisar a concorrência seja interessante para fornecer bons parâmetros daquilo que funciona ou não, seu objetivo deve estar em destacar os diferenciais da sua marca.

Desvalorizar a opinião do público-alvo

Não tão raro, o entusiasmo para criar um nome ideal para uma empresa pode incorrer em esquecimentos que, no futuro, trará implicações importantes, como desvalorizar a opinião do público-alvo, ou seja, dos consumidores.

Embora a vista do empreendedor o nome escolhido seja perfeito às suas ambições, é válido ressaltar que o mais importante, neste caso, é vender um produto ou serviço ao cliente. Consequentemente, não é um nome para você, mas sim, que deve gerar identificação com o seu consumidor.

Focar em modismos

Um erro muito comum, porém, pouco notado pelas pessoas, é dar nome a uma empresa com base em informações que apenas fazem sentido dentro de um contexto específico.

Evite, por exemplo, aplicar termos inspirados em modismos. É vital visualizar a empresa no futuro, já  que as modas são passageiras. Neste caso, a marca estaria fadada a ter um prazo de validade pré-determinado.

Ignorar a pronúncia e/ou a escrita

Por fim, mas não menos importante, é fundamental também atentar-se para a pronúncia e escrita do nome escolhido através do gerador de nomes de aeroportos. Lembre-se que tal escolha exige diversas análises, inclusive, a forma com que se pronuncia cada palavra. 

Do contrário, poderia ser extremamente prejudicial ter pessoas que sequer conseguem pronunciar adequadamente a marca. O mesmo também serve para quando existem diferentes formas de pronunciá-la.

Frequently Asked Questions (FAQ)

Em 2021, os aeroportos brasileiros mais movimentados foram: Guarulhos/Cumbica (SP), Brasília (DF), Viracopos/Campinas (SP), São Paulo/Congonhas (SP), Recife/Guararapes (PE), Santos Dumont (RJ), Confins (MG), Salvador (BA), Porto Alegre (RS) e Fortaleza (CE).

Considerando a lista dos aeroportos com maior volume de passageiros pagantes, em 2021, estes são conhecidos através dos códigos: GRU (Guarulhos), BSB (Brasília), VCP (Campinas), CGH (Congonhas), REC (Recife), SDU (Rio de Janeiro), CNF (Belo Horizonte), SSA (Salvador), POA (Porto Alegre) e FOR (Fortaleza).

1. Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos (Governador André Franco Montoro);
2. Aeroporto Internacional de Brasília (Presidente Juscelino Kubitschek);
3. Aeroporto Internacional de Viracopos-Campinas;
4. Aeroporto de São Paulo/Congonhas (Deputado Freitas Nobre);
5. Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes (Gilberto Freyre);
6. Aeroporto Santos Dumont - Rio de Janeiro (RJ);
7. Aeroporto Internacional de Belo Horizonte/Confins (Tancredo Neves);
8. Aeroporto Internacional de Salvador (Deputado Luís Eduardo Magalhães);
9. Aeroporto Internacional Salgado Filho - Porto Alegre (RS);
10. Aeroporto Internacional de Fortaleza (Pinto Martins).

Segundo dados da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), existem mais de 30 aeroportos internacionais no país. Juntos, eles atendem a mais de 75 milhões de passageiros todos os anos.
We use cookies to offer you our service. By using this site, you agree to our: Cookie Policy